Publicado por: Rafael Guedes | 6 junho 2010

How to: Instalação do MySQL no CentOS

A instalação básica do MySQL no CentOS acontece de forma bastante simples e rápida, além disso você não irá precisar de nenhum repositório adicional, todos os pacotes necessários se encontram no repositório base.

Vou tomar por base a instalação via yum, a não ser que você precise de algum recurso adicional ou tenha bastante tempo e habilidade para manter atualizado o pacote de forma melhor que os desenvolvedores do SO você pode querer instalar via código fonte. Caso contrário, mãos a obra:

 

#yum install mysql mysql-server

No CentOS o serviço não será iniciado após a instalação e nem subirá automaticamente no boot time do servidor. Precisamos então colocar o mysql no startup do server. Para isto usamos o utilitário chkconfig:

#chkconfig  mysqld on

 Antes de subir o serviço é necessário preparar o terreno para o MySQL. O comando abaixo instala algumas bases necessárias para o funcionamento interno do servidor, pois sendo um banco de dados, o MySQL usa a si próprio para armazenar informações de controle, tais quais como usuários e senhas.

#mysql_install_db

Apartir deste momento o serviço já pode ser ativado sem maiores problemas:

#service mysqld start

O próximo passo é configurar um senha para o root, o usuário master do MySQL. Por padrão nenhuma senha é atribuída para este usuário e você deverá fazer isto na unha. Existem algumas formas de fazer isto, porém a mais fácil e rápida é com o mysqladmin:

#mysqladmin -u root password ‘RoOt@2010’  

Pronto, apartir de agora podemos acessar o servidor e criarmos as bases necessárias.

#mysql -u root -pRoOt@2010
mysql> CREATE DATABASE exemplo;
mysql> GRANT ALL ON exemplo.* TO ‘user’@’%’ IDENTIFIED BY ‘password’;
mysql> GRANT ALL ON exemplo.* TO ‘user’@’localhost’ IDENTIFIED BY ‘password’;

Explicando:
1- Acessamos o MySQL com o usuário root (não existe mesmo um espaço entro o -p e a senha)
2- Já na console do MySQL foi criada uma base de dados chamada exemplo.
3- É saudável usar usuários distintos para cada base de dados, e nunca utilizar a conta de root para isto. Este comando concede todos os privilégios em todas as tabelas do banco exemplo ao usuário user acessando a partir de qualquer host (devido ao uso do corginga %) identifica pela senha password.
4- Por fim as concessões são aplicadas ao usuário com acesso a partir da própria máquina.

A partir de agora, pode-se acessar o banco a partir de um front-end, como o HeidiSQL. Ele pode ser adquirido no link abaixo:

http://www.heidisql.com/

Referências:

 


Responses

  1. awsome..ur articles is cool.
    thx gan

  2. legal man, valeu!

  3. Cara, muito obrigado! Excelente tutorial!

  4. Excelente, valeu Rafael!

  5. […] https://bigualinux.wordpress.com/2010/06/06/how-to-instalacao-do-mysql-no-centos/ […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: